Eco-Friendly Hotel

EcoTurismo e Turismo Sustentável

Não temos restaurante convencional mas sim o conceito “chef on demand”, em que através de reserva, confeccionamos os pratos tradicionais do Alentejo com uma apresentação mais requintada. O conceito “chef on demand” reduz o desperdício de comida pré-cozinhada e os seus consumos.

Em relação à sustentabilidade ambiental, produzimos mais de metade da nossa electricidade com os nossos painéis fotovoltaicos, o aquecimento de águas e aquecimento central é feito por colectores solares, auxiliados por caldeira a pelets nos dias mais frios ou chuvosos. Tanto o aquecimento como o arrefecimento no verão é feito por piso radiante. Todas as nossas lâmpadas são de LED. Medimos os nossos consumos vs o objectivo definido e estamos a trabalhar para a Certificação final de ECO Hotel da Thuv Reihnland.

Finalmente o na criação de postos de trabalho, todos os nossos colaboradores são da região e indirectamente contribuímos não só através das parcerias mas também através dos nossos fornecedores para o desenvolvimento da região. Tentamos em todas as áreas possíveis comprar os nossos produtos a produtores da região. Não faço aqui a lista exaustiva mas os fornecedores locais são quase 90% do total.

Hotel

O EcoHotel Rural Monte da Provença é um pequeno hotel de charme que visa contribuir para o “branding” do Alentejo como uma região de Portugal com muita qualidade e muito para oferecer, tanto em termos de alojamento como em termos de história, cultura, artesanato, gastronomia, vinhos e outros produtos. Igualmente promovemos o conceito de turismo ecológico e sustentável.

Neste momento temos uma vinha ainda nova, que irá iniciar em 2018 a sua produção inicial.
Apostámos nas castas Aragonês, Alfrocheiro, Trincadeira e Alicante Bouchet, para produzir e vender no Hotel, vinhos de grande qualidade e exclusivos.
Igualmente os nossos hospedes interessados em experiências vitivinícolas poderão participar nas várias actividades relacionadas com a vinha, bem como ficar na suite e quarto da vinha, situados ao lado da vinha.

Tendo aberto as portas em Fevereiro de 2015, já tivemos clientes de 49 nacionalidades para além da Portuguesa e tivemos taxa de ocupação média de 47% (a taxa média do Alentejo é 40%) e esperamos este ano atingir 50% ou superar. Nestes 3 anos de actividade, mais de 90% de fornecedores locais no total.

O edifício do Hotel resultou da recuperação e expansão de uma ruína, mas mantendo a traça Alentejana exacta dos “solares” antigos da região, o que muito favoravelmente impressiona os hospedes ao aliar um retorno ao passado com todo o conforto moderno e contribui para o bom ordenamento paisagístico e cultural do Alentejo.

Para a promoção dos produtos e cultura do Alentejo, iniciámos parcerias com várias empresas da região no sentido de proporcionarem experiências de qualidade aos nossos hospedes. Desde provas de vinhos, visitas a adegas, passeios de balão, pesca da carpa, birdwatching, passeios a cavalo, visitas culturais etc. Também promovemos na nossa página de Facebook os acontecimentos da região.

Certificados:

– Eco-Hotel Certification – TÜV Rheinland
– Booking.com 9.4/10 – (2015, 2016 e 2017)
– Biosphere Hotel – Responsible Tourism Institute
– TripAdvisor – Top 25 Small Hotels in Portugal
– TripAdvisor 5/5 (2015, 2016 e 2017)
– TripAdvisor – Certificate of Excellence Award
– TripAdvisor – GreenLeaders Platinum Award
– Bikotel

2015 a 2017 conseguimos:

– Instalar 2 carregadores Tesla para Veículos Eléctricos
– poupar 52.861 KWh de energia eléctrica, utilizando painéis fotovoltaicos vs electricidade da rede;
– poupar 77.500 KWh de energia eléctrica, com LEDs, electrodomésticos classe A+++ e bombas de ultima geração, de baixo consumo vs as convencionais;
– poupar 110.270 KWh de energia térmica, pelo uso de colectores solares para aquecimento e AQS vs sistemas convencionais;
– reduzir 151.47 Toneladas de CO2, pelo uso das energias renováveis e combustíveis que são CO2 neutros vs gás e electricidade da rede;
– separar 8,6 Toneladas de lixo, para reciclar;
– separar 362 litros de óleo vegetal, para reciclar;
– separar todos os tinteiros usados e mandou para a Hewlett-Packard para reciclar,
– separar todas as pilhas para reciclagem
– plantar 575 árvores e arbustos